Os 5 principais erros cometidos na declaração de IRPF

PARA QUEM VAI ENCARAR O LEÃO, TODA INFORMAÇÃO CONTA

02/04/2018 • Imposto de Renda
 Tempo de leitura: 3 min

Se você se viu obrigado a declarar o Imposto de Renda e está preocupado com possíveis erros, este texto é para você!

Embora, na maioria dos casos, o preenchimento do programa da DIRPF seja fácil, mudanças na legislação, nos hábitos financeiros e o desconhecimento de detalhes podem te fazer cometer erros e, como consequência, cair na malha fina da Receita Federal.

Imposto de Renda – Principais dúvidas. Veja tudo o que você precisa saber!

Pensando nisso, elaboramos uma lista de 5 erros comuns que você deve evitar para garantir sua tranquilidade até a declaração do próximo ano.

1 – Não manter seus documentos organizados

Pode parecer um comportamento bobo e desnecessário, mas, na prática, é importante e fundamental. O fato de não manter a documentação organizada durante o ano anterior, aliado ao hábito de deixar o envio da declaração para a última hora, pode ser trágico.

Lembre-se que, muitas vezes, será preciso buscar, junto a empresas e instituições, documentos com informações sobre despesas e receitas incorridas no período.

Relacione todos as informações que ainda precisa e onde poderá encontrá-las. Crie um local específico (uma pasta, gaveta, caixa ou o que for mais conveniente) para ir arquivando, durante todo o ano, os documentos que serão necessários para o envio da sua declaração.

Ter esse cuidado também lhe garante mais tranquilidade caso caia na malha fina, já que toda a sua documentação já estará organizada para apresentar ao fisco.

2 – Em hipótese alguma, omita seus rendimentos

Sabia que a Declaração de Imposto de Renda não é a única fonte de informação que a Receita Federal possui para consultar seus gastos e despesas?

Anualmente, clínicas enviam a DMED (Declaração de Serviços Médicos e de Saúde), que contém informações relacionadas a todas as notas fiscais emitidas para pessoas físicas, permitindo que esses dados sejam cruzados com as despesas médicas.

A Receita Federal também obriga que determinados contribuintes enviem a DIRF (Declaração de Imposto de Renda Retido na Fonte) anualmente. Como o próprio nome diz, esse documento informa as retenções feitas em um determinado período por certos contribuintes.

Periodicamente, existe a obrigação da entrega da DIMOB (Declaração de Informações sobre Atividades Imobiliárias), que contém dados relativos a vendas, locações e sublocações de imóveis, dentre outras.

Perceba que esses são apenas alguns dos exemplos. A Receita Federal utiliza diversas fontes de informações para cruzar os dados dos contribuintes.

3 – Cuidado com a digitação!

A maior parte dos processos utilizados na malha fina são realizados por sistemas. Dessa maneira, números trocados, em quantidade maior que a devida e vírgulas nos lugares errados podem lhe tornar alvo da Receita Federal.

Revise sua declaração quantas vezes achar necessário.

4 – Informe todos os seus recebimentos de aluguéis

Recebimentos de aluguéis também são rendimentos tributáveis e inquilinos devem informar os pagamentos feitos.

Fique atento a esse ponto!

5 – Apresente os dados dos seus dependentes corretamente

Nos últimos anos, a Receita Federal realizou algumas mudanças relativas a esse ponto.

Uma delas é a necessidade de informar o CPF de dependentes maiores de 8 anos (em 2017, esse limite era de 12 anos).

Além disso, a renda de dependentes também deve constar na sua declaração.

Buscamos relacionar apenas alguns dos erros mais comuns na declaração Imposto de Renda, mas a lista não se encerra por aqui. Estar a par sobre a legislação e conhecer as funcionalidades do programa de envio são alguns dos comportamentos essenciais para garantir que sua declaração seja preenchida corretamente.

Lembre-se que o auxílio de um profissional contábil pode ajudar a evitar o surgimento de problemas futuros.

Tem alguma dúvida relativa ao correto preenchimento da sua DIRPF 2018? Converse com um de nossos profissionais.

Tópicos relacionados: # # #
Velev Contabilidade
Escrito por:

Velev Contabilidade

Veja também

IRPF 2019: perguntas e respostas Imposto de Renda

IRPF 2019: perguntas e respostas

02/03/2019 • 5 min de leitura
Abertura de empresa: questões e dúvidas iniciais Empresas

Abertura de empresa: questões e dúvidas iniciais

30/08/2018 • 2 min de leitura
Ética empresarial: a cultura dos bons princípios Empresas

Ética empresarial: a cultura dos bons princípios

01/10/2018 • 2 min de leitura

Atuamos em diversos segmentos

Conheça a Velev descubra porque somos a melhor opção para o seu negócio: uma contabilidade digital, fácil e para você 😉

Conheça a Velev
Fale com a gente no Whatsapp